INFORMATIVO
Você está aqui: Capa » Blog » Lesões nos joelhos no jiu jitsu – saiba como evitar

Lesões nos joelhos no jiu jitsu – saiba como evitar

como evitar lesões nos joelhos no jiu jitsu

Iremos abordar neste post as principais lesões nos joelhos no Jiu Jitsu e daremos algumas dicas de como fazer para se precaver.

No Jiu Jitsu a intenção é derrotar os adversários através de projeções, estrangulamentos, torções e imobilizações. Esses golpes atigem as articulaçõe, podendo gerar lesões na musculatura e nos ligamentos.

Estudo sobre lesões no joelho

Em estudo publicado na Revista Brasileira de Medicina do Esporte em 2011, foi verificada a frequência de lesões em praticantes de Jiu Jitsu, principalmente as que atigem os joelhos.
Os autores observaram que 97,5% dos praticantes de Jiu-Jitsu apresentaram algum tipo de lesão.  Os joelho foi o segmento corporal onde foi encontrado o maior número de lesões entre os atletas com 16,3%, sendo seguido pelos ombros com 14,4%, e pela orelha com 13,3%. As técnicas de entorse foram consideradas as maiores causadoras desses traumas.

Lesões do menisco

Uma das lesões nos joelhos mais frequentes no jiu jitsu é a do menisco. Essa pequena porção do corpo causa muita dor para os esportistas que vão desde esquiadores e jogadores de futebol até os lutadores. O menisco é uma estrutura que fica entre o fêmur (na coxa) e a tíbia (na perna) e serve de coxim entre esses dois ossos. Ele funciona como um amortecedor entre esses ossos,  tendo que suportar todo o peso do corpo e ainda ajudar a manter a estabilidade do joelho.

Quando há alguma torção do joelho, ocorre uma sobrecarga no menisco que muitas vezes não suporta o peso e acaba rompendo. Quando isso acontece o atleta pode ter uma dor leve, ou uma de grande intensidade que não melhora após passada a fase inflamatória inicial. A dor do menisco em geral depende de movimento feito pelo atleta, que pode piorar quando o paciente agachar-se. Em alguns casos podem causar até o travamento do joelho. No Jiu Jitsu em especial, observa-se que as lesões nos joelhos acontecem na porção lateral do menisco, ao contrário das que atigem os jogadores de futebol, que em geral se lesionam no menisco medial.

O tratamento da lesão aguda deve ser feita com imobilização e retirada da carga sobre o membro, podendo variar de acordo com o caso. Deve-se administrar gelo ao menos 3 vezes ao dia entre 10 a 15 minutos, e aplicar anti-inflamatórios que podem ser usados nos primeiros dias, para a diminuição do inchaço e melhora das dores. Se a dor persistir deve-se avaliar melhor a lesão, que dependendo da gravidade e do grau de lesão, poderá vir a ser operada. Quanto a cirurgia, o ideal é que seja feita por artroscopia, ou seja, com o uso de uma microcâmera. Antigamente o menisco inteiro era retirado, a patir da década de 90 passou a ser retirada apenas a parte lesada, e hoje, em boa parte dos casos, está sendo feita apenas uma sutura (costura) do menisco. No pós operatório o paciente pode retornar às atividades de acordo com a avaliação de seu médico.

Lesões dos joelhos no ligamento cruzado anterior

joelho inchadoO ligamento cruzado anterior do joelho é conhecido como ligamento do atleta, pois a sua lesão completa praticamente inviabiliza a prática esportiva de forma competitiva. Ele é o principal estabilizador do joelho, e sua lesão ocorre geralmente após uma forte torção.

No jiu jitsu isto pode ocorrer quando você sofrer uma entorse lateral no joelho, no momento em que o mesmo estiver apoiado no chão e discretamente fletido. Nesta situação, o ligamento cruzado anterior é submetido a um forte estresse (e em menor grau o ligamento colateral medial e o menisco medial), rompendo o limite funcional do ligamento quando ele for ultrapassado.

Outra forma de se lesar o ligamento é após uma queda, estando o corpo apoiado somente em uma perna. Raramente o joelho torce após um movimento súbito de extensão, mas pode  ocorrer quando o atleta estiver se defendendo numa posição no solo.

O sinal mais evidente para se constatar uma lesão do ligamento cruzado anterior é um inchaço no joelho, que pode ocorrer logo em seguida da torção, ou até 1 hora depois do trauma. Este inchaço pode ser em decorrência de um sangramento na articulação, que quando presente, indica que o ligamento rompeu em cerca de 80% das vezes.

O tratamento das lesões completas do ligamento cruzado anterior em esportistas competitivos é cirúrgico, substituindo o ligamento lesado por um outro, a partir de tendões do próprio paciente. Esta cirurgia é chamada de reconstrução ligamentar. Atualmente a cirurgia pode ser feita por via artroscópica, com pequenas incisões, o que facilita em muito a reabilitação. A fisioterapia é outra regra para os atletas que são submetidos a cirurgias de reconstrução ligamentar do joelho. Quanto mais específico for o tratamento fisioterápico, melhor será o estado do joelho quando o atleta voltar a lutar.

O que causa lesões nos joelhos no jiu jitsu?

  • Sobrecarga de peso
  • Torções
  • Stress por alongamento excessivo

Vários fatores são responsáveis pelas lesões nos joelhos dos lutadores de jiu-jitsu, mas a principal delas é a sobrecarga. A função dos joelhos é a de sustentar o seu corpo, mas em muitos movimentos das lutas eles ficam em posições pouco convencionais, sofrendo pressão do oponente que com o intuito “amassar” para realizar a passagem de guarda, joga todo o peso do corpos sobre ele. Para evitar a passagem, é comum que os atletas puxem os seus pés para bloquear a investida do adversário, fazendo com que as articulações fiquem em uma posição não muito comum, recebendo uma sobrecarga de peso sobre ela. Essa sobrecarga vai minando a articulação, e com o passar do tempo pode apresentar problemas e diversos tipos de lesões nos joelhos.

Como evitar lesões nos joelhos no jiu jitsu?

Para evitar lesões nos joelhos o melhor procedimento é a prevenção. E a melhor forma de se precaver é realizando alongamentos antes e depois dos treinos e lutas. Evite as sobrecargas de lutas (muitas lutas seguidas), pois hoje se sabe através de trabalhos científicos publicados, que a fraqueza muscular que pode advir do excesso de lutas, que é um fator que predispõe a torções e lesões nos joelhos. Faça um bom trabalho de fortalecimento muscular dos membros inferiores, pois este é um dos fatores mais importantes para que o seu joelho fique forte e evite as torções. Faça algum tipo de atividade esportiva, que não seja a luta em si, que contenha deslocamentos do corpo com mudança de direção. Caso você também pratique futebol ou basquete, por exemplo, isso ajudará na prevenção de lesões, pois os movimentos destes esportes rotineiramente irão melhorar a parte proprioceptiva do joelho.

Você deverá sempre procurar um médico especializado em traumatologia esportiva para uma avaliação detalhada, quando tiver dores frequentes ou sinais de falseio (joelho bambo) após uma torção de joelho.

Joelheiras evitam lesões no jiu jitsu?

joelheiraPara o uso de joelheiras devemos considerar o tipo de lesão nos joelhos você tem, para então saber qual é a mais adequada. Portanto vamos descrever apenas aquelas em que o lutador apresenta algum tipo de lesão que lhe permita treinar e lutar.

Quando se tem uma tendinite aguda ou em fase de reparação, não se é aconselhável que se treine, pois o exercício piora a lesão devido ao esforço e o atrito nos tecidos. Nestes casos, se houver edema, pode-se usar uma joelheira compressiva, que ajudará a absorver o excesso de liquido. Essas joelheiras não devem ter nenhum tipo de orifício.

As joelheiras com orifício na região patelar são para o caso de haver algum tipo de instabilidade, ou até histórico de luxações da patela. Neste caso a joelheira evita a luxação e ajuda a patela a deslizar corretamente no joelho.

Existem joelheiras articuladas que apresentam ferros nas laterais. Elas estão indicadas para pessoas com lesão dos ligamentos colaterais e não são confortáveis para treinar, embora ajudem a evitar torções.

No caso de lesões de menisco ou ligamentos cruzados não adianta tentar milagres para treinar ou lutar. Se a lesão está instalada o tratamento é cirúrgico. Em alguns casos, após a cirurgia fica um pouco de instabilidade ou “gaveta”, que devem ser trabalhadas com reforço muscular.

Por último existem as tiras sub-patelares, que de alguma forma aliviam a tensão do tendão patelar, podendo então ser usada de forma preventiva. Mas se a tendinite estiver instalada, primeiro trata-se e depois treina-se.

Existem outros tipos de joelheiras, mas descrevemos aqui apenas as mais frequentemente usadas.

Finalizando

Esperamos que este post tenha esclarecido um pouco mais suas dúvidas sobre as lesões nos joelhos. Nunca deixe de procurar um médico especialista assim que sentir algum desconforto na área. A auto-medicação não é recomendada.

Gostou desse post? Então não deixe de acompanhar todas as novidades através de nossas redes sociais: Facebook, Twitter e Instagram.

Sobre Equipe Aprenda Jiu-Jitsu

O Aprenda Jiu-Jitsu tem o objetivo oferecer aulas de jiu jitsu com dicas gratuitas para colaborar com a difusão das técnicas do puro jiu-jitsu brasileiro. Nossa equipe garimpa, seleciona e categoriza as melhores técnicas para que você possa aprender através do nosso site golpes e técnicas de qualidade.
  • http://www.facebook.com/fabio.tyrone.5 Fabio Tyrone

    muito bom

  • Pingback: Lesões nos joelhos no jiu jitsu – saiba como evitar | Júlio Slongo

  • Pingback: Dicionário do Jiu Jitsu termos e explicações - Aprenda Jiu Jitsu

  • Ednaldo Júnior

    Participei de um treino onde rolei umas 5 vezes e no outro dia senti um pouco o joelho. Senti uma pequena dor quando esticava a perna, achei que fosse o menisco, entao coloquei gelo e melhorou. No outro dia fui treinar e cheguei em casa com um incomodo, mas aparece só em alguns movimentos. O incomodo é na lateral do joelho, na parte de dentro da perna. Estou passando cataflan em gel e compressa de gelo, o que eu posso fazer mais que isso ?

    • César

      Cara, eu tive e tenho a mesma lesão: em outubro de 2012 eu senti a tal dor e fui ao médico – diagnóstico: lesão muscular – tratamento: repouso. Na época, não botei muita fé, mas devido ao meu trabalho, fui obrigado a parar de treinar e realmente melhorou. Em outubro de 2013 (um ano certinho) eu senti a mesma lesão, mas agora mesmo depois de repousar muito (quase perdi minha graduação) ainda sinto um desconforto. Conclusão: depois de uma certa idade e/ou para alguns esportes, a lesão está sempre presente.

Scroll To Top